Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2011

É ser boca dos animais

Imagem
Escrever 
Deixar escrito
É deixar para outro dia a morte
Dos versos
E dos inversos
É ser boca dos animais
E quando preciso
Das árvores sorriso
Escrever é egoísta
Uma escrita
Quer ser adorada
Não desiste de habitar
Tudo e nada
Uma escrita não envelhece
Apenas esmorece
Quando passam dias
E dias e dias
Que ninguém lê
Um poema não fica velho
Porque ser velho
É não poder recuperar um dia perdido
E um poema escrito
Poderá ser
Sempre lido

Ser eu (português)

Imagem
Afilam-se as formigas ao pote Neste país oficina casa velha Por modéstia amo um país Que se deixou agora Agarrar de cernelha Darei voltas numa cama de insónia Sonhado ser mentira Ou menos verdade Um sonho que na modéstia se diluíra Sonho poder ser Apenas deste país Um comum freguês Ser português

Vestidos despidos

Imagem